5 sintomas de suposta alergia que significam na realidade algo pior

Na primavera é fácil pensar que essa congestionamento, essa tosse e esse chato corrimento nasal constante são problemas decorrentes da alergia, em vez de pensar que há algum outro problema. A partir de então, o que não é fácil é descobrir o que é, na realidade, o que provoca alguns sintomas.


Associar todos esses problemas, a alergia pode-se supor que estamos passando por alto algo mais sério, obviando a necessidade de agir. Não ajuda nada o fato de que uma alergia sem tratamento pode provocar infecções crônicas dos seios nasais, dos ouvidos, problemas de sono e asma, o que dificulta o tratamento.


“O tratamento das alergias é muito diferente do de um resfriado ou uma gripe”, ressalta a Dra Beth E. Corn, do Mount Sinai Hispital, em Nova York, e porta-voz da Asthma and Allergy Foundation of America.


“Se você tratar uma infecção viral com anti-histamínicos (o remédio habitual de alergia) o paciente é submetido aos efeitos secundários do fármaco, como letargia, quando na verdade o que precisa é de um antitusivo e muito líquido”, continua. “Quanto mais cedo se diagnosticar, antes se pode agir para melhorar os sintomas”.


Devem procurar os sinais de que os sintomas NÃO correspondem a alergia, mas a uma infecção, como sinusite, um frescor ou a gripe.


5 sinais de que os sintomas NÃO são causados por alergias.


1. O muco é verde. Na verdade, é (ainda!) mais feia, e é um sinal de infecção.


2. Tem febre. Os afrontamentos e os arrepios NUNCA vão associados com alergias.


3. Dor nas bochechas e maçãs do rosto. “As alergias podem causar opressão em que os seios nasais, ao redor dos olhos e nas têmporas, mas se a dor se estende para as maçãs do rosto e até mesmo para os dentes pode revelar um processo inflamatório habitual nas sinusite, mas NÃO no caso das alergias. Este tipo de inflamação pode exigir tratamento com antibiótico”.


4. Tosse… mas não somente tosse. “Há que olhar para os sintomas no seu conjunto; é difícil diferenciar entre uma tosse alérgica e uma causada por um gotejamento pós-nasal associado a um vírus. Se apresenta tosse com algum outro sintoma da lista, é algo mais sério do que alergia”, explica Corn.


5. Congestionamento + mau hálito. Uma congestão intensa é reveladora da alergia, mas pode ser causada por muitas coisas. Se você estiver acompanhado de mau hálito ou um sabor estranho na boca, provavelmente revela algum tipo de infecção.


Se você acha que pode estar doente (ou seja, que não se trata de alergia): vá ao médico para diagnosticar adequadamente os seus sintomas e instituído tratamento adequado.


4 sinais de que seus sintomas se devem à alergia


1. Uma combinação de congestionamento nasal, irritação de garganta, nariz escorrendo, aperto os olhos e coceira nos ouvidos.


2. Os sintomas duram mais de duas semanas. Se as dificuldades persistirem, (mesmo se não piorar) em um par de semanas, provavelmente trata-se de alergia.


3. O muco é amarela ou transparente ou branco-amarelada: tudo indica alergia.


4. Está bem o resto do ano. Se a sibilancia (“pitos” ao respirar) e a tosse asma aparecem mais ou menos, quando as plantas florescem acaso é pouco provável, certo?


Se você acredita que tem alergia


Considere tomar um anti-histamínico. O ideal é que fale com o seu médico (alergistas em concreto) para que indique, com precisão, o que é adequado. Na impossibilidade de ir ao médico, o farmacêutico poderá sugerir um pulverizador nasal, ou um anti-histamínico que não necessitem de receita médica. E para melhorar!

5 sintomas de suposta alergia que significam na realidade algo pior
Rate this post